Brisa investe mais de 65 milhões no Porto

22/04/16
Back Print

Empresa tem em curso dois projetos de grande impacto na melhoria das acessibilidades na área metropolitana do Porto.

 

Empresa tem em curso dois projetos de grande impacto na melhoria das acessibilidades na área metropolitana do Porto.
A Brisa Concessão Rodoviária (BCR) tem em curso dois projetos na área metropolitana do Porto, que estão a ser desenvolvidos e implementados por um conjunto de empresas nacionais, e que envolvem um investimento superior a 65 milhões de euros.
Os projetos em implementação estão a ser desenvolvidos na A4 - Autoestrada Porto/Amarante e na A1 – Autoestrada do Norte. Estas intervenções têm como finalidade melhorar as acessibilidades à área metropolitana do Porto e aos concelhos adjacentes, permitindo aos moradores dos corredores entre o Porto e Valongo e Ermesinde, no caso da A4, ou entre o Porto e Canelas e Espinho, no caso da A1, melhores soluções na realização destes percursos.
Na A4 - Autoestrada Porto / Amarante o projeto implica a construção de um novo túnel nas Águas Santas, com mais de 300 metros de cumprimento e que irá permitir duplicar a capacidade instalada, passando a existir 2 faixas com 4 vias em cada sentido. Na A1 – Autoestrada do Norte está a ser construído o alargamento do Sublanço Carvalhos/Santo Ovídeo, passando para 2 faixas com 3 vias em cada sentido.
Ontem foi realizado com sucesso, o último ensaio para dar início aos trabalhos de escavações com explosivos para a construção do novo túnel de Águas Santas, no sublanço Águas Santas / Ermesinde, da A4 - Autoestrada Porto/Amarante.
As explosões irão ocorrer duas vezes por dia, uma no horário da manhã e outra no horário da tarde, procurando sempre respeitar as necessidades dos automobilistas e o conforto e o bem estar das populações residentes, evitando as horas de ponta e as explosões durante o fim de semana. Estes trabalhos irão implicar um abrandamento do trânsito em ambos os sentidos.
  
A Brisa agradece antecipadamente a compreensão e colaboração dos automobilistas e espera contribuir para reduzir eventuais inconvenientes decorrentes desta operação, estando certa de que os possíveis incómodos serão largamente compensados pelo nível de qualidade, segurança e conforto que resultam de uma autoestrada melhor adaptada às necessidades de quem a utiliza.
Para informação atualizada poderá ainda consultar o site www.viaverde.pt 

 

A Brisa Concessão Rodoviária (BCR) tem em curso dois projetos na área metropolitana do Porto, que estão a ser desenvolvidos e implementados por um conjunto de empresas nacionais, e que envolvem um investimento superior a 65 milhões de euros.

Os projetos em implementação estão a ser desenvolvidos na A4 - Autoestrada Porto/Amarante e na A1 – Autoestrada do Norte. Estas intervenções têm como finalidade melhorar as acessibilidades à área metropolitana do Porto e aos concelhos adjacentes, permitindo aos moradores dos corredores entre o Porto e Valongo e Ermesinde, no caso da A4, ou entre o Porto e Canelas e Espinho, no caso da A1, melhores soluções na realização destes percursos.

Na A4 - Autoestrada Porto / Amarante o projeto implica a construção de um novo túnel nas Águas Santas, com mais de 300 metros de cumprimento e que irá permitir duplicar a capacidade instalada, passando a existir 2 faixas com 4 vias em cada sentido. Na A1 – Autoestrada do Norte está a ser construído o alargamento do Sublanço Carvalhos/Santo Ovídeo, passando para 2 faixas com 3 vias em cada sentido.

Ontem foi realizado com sucesso, o último ensaio para dar início aos trabalhos de escavações com explosivos para a construção do novo túnel de Águas Santas, no sublanço Águas Santas / Ermesinde, da A4 - Autoestrada Porto/Amarante.

 

As explosões irão ocorrer duas vezes por dia, uma no horário da manhã e outra no horário da tarde, procurando sempre respeitar as necessidades dos automobilistas e o conforto e o bem estar das populações residentes, evitando as horas de ponta e as explosões durante o fim de semana. Estes trabalhos irão implicar um abrandamento do trânsito em ambos os sentidos.

A Brisa agradece antecipadamente a compreensão e colaboração dos automobilistas e espera contribuir para reduzir eventuais inconvenientes decorrentes desta operação, estando certa de que os possíveis incómodos serão largamente compensados pelo nível de qualidade, segurança e conforto que resultam de uma autoestrada melhor adaptada às necessidades de quem a utiliza.

Para informação atualizada poderá ainda consultar o site www.viaverde.pt